Falando de comida gostosa para seus pequeninos!

Queridas mamães,

Eu decidi começar um blog de culinária.

Sim, eu sei, existem centenas de blogs como esse por aí, mas neste caso, este blog é diferente.

Eu vou te dizer o porquê!

Começando com minha própria história:

Eu sou brasileira e mudei para o Reino Unido em 2006. Quando cheguei lá, eu não falava inglês! Nada! Quer dizer, na verdade eu falava coisas tipo: Olá, como vai você? Quantos anos você tem. Eu sou a Melissa. Tchau. Hahahaha o começo foi difícil. Nuossa!!

Só depois do meu primeiro ano que eu aprendi a falar como as inglesas: bybye !!!! Elas tem um jeito bem engraçado de falar Bye Bye, quem já conviveu com elas vai entender essa brincadeira…

Meu primeiro trabalho na terra da rainha foi no ASDA Super Mercado. Eu limpava prateleiras e começava as 6 da manhã. Foi difícil. Eu odiava. E o pior era o horário.

Depois, fui trabalhar em um hotel como camareira, e quando eu consegui mudar para esse emprego, meu deus, eu estava over the moon – como a gente fala em Inglês – eu estava super feliz, parecia um sonho!!! Imagine, essa mudança: sair do cargo de limpar prateleiras no supermercado para então começar a limpar quartos num hotel!! Sucesso total!!

Então, depois de alguns meses, consegui um segundo emprego, à noite, num restaurante Italiano. O dono era um sujeito horrível, que NÃO era Italiano e gritava com todo mundo. Ele era assustador e suuuuper machista. E eu, uma mulher, acabei me tornando a MELHOR de todos que lavavam louça na equipe da cozinha. Eu terminava pelo menos uma hora mais cedo do que o esperado mesmo nas noites de sábado.

É curioso como, quando em uma situação onde a sobrevivência é o objetivo, pequenas oportunidades podem se tornar as maiores de sua vida !!! Toda vez que aquele cara gritava com alguém perto de mim, eu pensava: está tudo bem, respira fundo, você aguenta, isso é melhor do que o trabalho no ASDA !!!

Como minha mãe era chef (ela morreu quando eu tinha 13 anos) eu tinha uma conexão forte com o trabalho. Me sentia muito familiar no ambiente da cozinha.

Isso porque o nosso cérebro tem a capacidade de armazenar memórias e manter informações relacionadas à nossa infância de uma forma muito dependente, onde as memórias são formadas no que chamo de CD Room da mente com os conteúdos verbais, bem como as experiências emocionais que aconteceram no nosso passado.

Como passar as tardes no restaurante da minha mãe era muito divertido, e eu tinha uma prima que ficava lá comigo e com minha irmã quase todas os dias, nossa querida Pepê, a gente brincava muito, a gente passava o tempo brincando na parte de cima do restaurante que era super moderno na época (lembrando que isso era no final dos anos 80, início dos anos 90), era aberto, como um terraço enorme, onde fica ainda nos dias de hoje, a famosa Casa Bola do arquiteto Eduardo Longo na Rua Amauri. Era demais, a Casa Bola era o máximo!!!!

Era bem diferente de hoje em dia, onde a tendência seria ligar o Ipad para que as crianças pudessem “ficar quietas”. Não. Nós corríamos para cima e para baixo no topo do telhado milhares de vezes por dia e brincávamos, brincávamos e brincávamos. Do jeito como deve ser: brincadeira independente, sem interferência adulta e livre de julgamentos!

Agora, como Educadora Infantil, tenho certeza  de que ter passado dias no restaurante da minha mãe foi melhor para o nosso desenvolvimento do que ficar na casa da minha vó porque lá, a TV ficava ligada o dia TODO, e minha vó passava o dia na sala de TV fumando um cigarro atrás do outro. (Hollywood para ser mais específica – SOCORRO!!!). Na casa dela tinha um jardim enorme, mas a verdade é que o percentual de crianças que vão preferir o brincar no jardim ao invés de assistir TV é bem pequeno.

Agora, voltando à minha situação de trabalho no Reino Unido, depois de um tempo eu consegui um emprego em um restaurante de frutos do mar chamado Loch Fyne e trabalhei lá por algum tempo. Fui promovida diversas vezes até me tornar Sous Chef  (segundo chefe).

Acabei me mudando dessa pequena cidadezinha perto da praia onde morava (Bournemouth) para Londres para fazer parte do time de inauguração da nova filial do Loch Fyne num lindo lugar chamado “The City of London” em Bank Station. e, para melhorar ainda mais, o trabalho era de segunda a sexta-feira.

Wohoooo !!!! Parecia que tinha ganhado na loteria! Não poderia ficar melhor!

Afinal de contas, para nós brasileiros, trabalhar em restaurante e ter dois dias de folga por semana é como um sonho. No Brasil, ser chef significa trabalhar 6 dias por semana e somente agora esse tipo de trabalho está se tornando uma carreira “da moda” dizemos assim, ou seja, uma carreira respeitada. E isso é graças ao trabalho duro de alguns chefes incríveis e pessoas envolvidas no setor que vêm lutando por isso há décadas. Minha mãe era uma delas, uma verdadeira pioneira!

Fiquei fascinada por essa oportunidade. Fascinada por quão maravilhosa Londres é, o Mercado Landenhall (onde Harry Potter foi filmado) era onde ficava o restaurante!

Infelizmente percebi que não tenho muitas fotos daquele lugar. Mas vou postar algumas!

O pôr do sol em Londres pode ser bastante surpreendente. Um passeio ao lado do rio Tames pode ser incrível também!

Bom, por enquanto é isso. Para mim ja está super tarde. Meus filhos acordam às 6:00 todos os dias e já são 22:30!

Na próxima vez, com certeza, vou conseguir postar algo sobre culinária! Hahaha!

Speak soon!

X Mel Pazzanese.